BLOG PROGRESSISTA - NOTICIAS PREFERENCIAIS DO PT

RESPONSÁVEL MARIO ALVIM DRT/MT-1162

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Bomba no DF: vice armava para derrubar governador

Bomba no DF: vice armava para derrubar governadorTrecho do relatório da Operação Monte Carlo aponta que o vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filipelli, do PMDB, pagava jornalistas para tentar derrubar o governador Agnelo Queiroz, do PT, e chegar ao comando do Palácio do Buriti; Mino Pedrosa, ex-assessor de Carlos Cachoeira, receberia R$ 100 mil mensais
247 – A crise política deflagrada pela Operação Monte Carlo pode ganhar contornos incontroláveis no Distrito Federal. Um dos trechos do inquérito vazado pelo 247 aponta que o vice-governador Tadeu Filipelli, do PMDB, conspirava para derrubar o governador Agnelo Queiroz, do PT. O trecho aparece na página 202, do anexo 7 (leia mais aqui).
 
Trata-se do resumo de uma conversa entre o espião Idalberto Matias, o Dadá, e o policial Marcelão, que é também dono de uma agência de publicidade no Distrito Federal, a Plá. Nela, ambos comentam que o jornalista Mino Pedrosa, ex-assessor de Carlos Cachoeira, teria um contrato de R$ 100 mil mensais, que seriam pagos por Filipelli. Ambos comentam ainda que outro jornalista, chamado Edson Sombra, seria também remunerado pelo vice-governador. Há ainda uma anotação sobre um apartamento que teria sido dado por Cachoeira a Mino Pedrosa em Brasília. Além disso, Mino teria uma cunhada empregada no gabinete de Demóstenes Torres (sem partido/GO).
 
Nos últimos meses, o governador Agnelo Queiroz recebeu ataques em série. Denúncias, que antes eram publicadas em blogs de jornalistas do DF, como Edson Sombra e Mino Pedrosa, depois eram amplificadas em veículos de grande circulação nacional, como Veja e Época. Até agora, no entanto, o inquérito tem revelado que o esquema Delta-Cachoeira não conseguiu se infiltrar no governo do Distrito Federal da mesma maneira como dominava o estado de Goiás (sobre isso, leia o post de Ricardo Noblat).
 
CPI da Arapongagem
 
Como as ligações entre a Delta e o governo do Distrito Federal são frágeis, a tentativa de impeachment incorporou uma nova estratégia. Agnelo passou a ser acusado de montar uma rede de arapongas para grampear políticos, jornalistas e empresários. Entre eles, o vice-governador Tadeu Filipelli e o jornalista Edson Sombra. Sobre isso, já há até uma CPI instalada no Distrito Federal.
 
Nesta sexta, Filipelli representou ao Ministério Público Federal, solicitando a apuração de uma possível investigação ilegal, realizada contra ele, alegando a necessidade de defender as instituições. Ocorre que os grampos da Operação Monte Carlo revelam que o Watergate brasiliense pode ter sido montado justamente por aqueles que seriam beneficiados pela queda do governador.
 
Abaixo, o trecho do relatório da PF que menciona a doação do apartamento de Mino Pedrosa e o pagamento de jornalistas por Filipelli:
 
RESUMO
KID 9 (KlD NOVE).
FALAM SOBRE SUCESSÃO DO DIRETOR DA PCDF. ENCONTRO DE SANDRO AVELA E ERIC SEBA (FILMAGEM)
APARTAMENTO QUE CARLINHOS DEU PRA MINO PEDROSA.
TELEFONE NOME DO ALVO
6192800078 Idalberto Matias de Araujo - Monte Carlo
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
DADA X MARCELÃO PLX
DATNHORA INICIAL DATNHORA FINAL DURAÇÃO
07/02/201213:32:54 07/02/201213:34:32 00:01:38
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO A
RESUMO
MINO PEDROSA TEM UM CONTRATO COM O FILlPELI R$ 100.000 POR MES. ENTÃO O SOMBRA DEVE ESTAR
SENDO F1NANDIADO PELO FILlPELI.
A CUNHADA DO MINO TRABALHO NO GABINETE DE DEMOSTENES (SENADOR)
 

Encontro Nacional de Setoriais dá lição de democracia e elege novos coordenadores

Setoriais debateram durante o final de semana e elegeram novas coordenações (Foto: Cristiano Silva/PT)

Durante o final de semana, cerca de 1000 militantes, entre delegados e dirigentes, participaram das atividades dos setoriais do PT


Em Brasília, o Encontro Nacional dos Setoriais do Partido dos Trabalhadores deu um exemplo de democracia.

No geral. o Encontro reuniu aproximadamente 1000 militantes petistas de vários estados e municípios de todo o Brasil, que demonstraram de fato que a sociedade, aliada com o Partido e com os movimentos sociais, proporciona uma aliança positiva para contribuir no desenvolvimento de novas políticas públicas para Brasil.

Nas eleições dos 14 setoriais que são vinculados àSsecretária Nacional de Movimentos Populares somente não ficou definido o novo coordenador do setorial nacional de Esporte e Lazer, pois as duas chapas concorrentes não entraram em consenso e o processo de votação foi definido nas urnas, que foram lacradas, e a contagem dos votos será feita na reunião da Executiva do Partido.

Já na eleição da Secretária Setorial Nacional Agrária, o deputado federal Bonh Gass (PT-RS) foi reeleito para dar continuidade aos seus trabalhos desenvolvidos atualmente à frente da pasta.

E na eleição do novo titular da Secretária Setorial Nacional de Meio Ambiente não houve acordo com as chapas concorrente e a votação foi nas urnas, o que ocasionou que a contagem dos votos seja feita também na reunião da Executiva Nacional do PT que está prevista para o próximo dia 10 de maio.

A confirmação dos nomes dos novos coordenadores dos setoriais será oficializada pela Secretaria nacional de Movimentos Populares no decorrer desta segunda-feira (30).

(Fabrícia Neves - Portal do PT)

Juventude tem que aproveitar as oportunidades oferecidas pelo Governo Federal

Márcio Macêdo destaca escolas técnicas e facilidades do PorUni e ProJovem


Líder desde os tempos estudantis, o atual deputado federal, Márcio Macêdo (PT-SE) declarou que o governo petista inovou e ampliou as políticas públicas voltadas para juventude brasileira.

Macêdo destacou a ação do governo Lula que inovou com a criação da Secretária Nacional de Juventude da Presidência da República.

“Penso que o governo do presidente Lula e agora da presidenta Dilma são exemplos do tratamento do tema juventude, pois nós não tínhamos um endereço oficial no Brasil que pudéssemos tratar desse tema. Então as angústias dos jovens brasileiros não tinham para onde escoar, e o governo criou uma coordenação que cuida disso nacionalmente”.

Macêdo também destacou que na geração do governo petista foram criadas mais escolas técnicas do que há “5 séculos” não se fazia no país.

“E temos políticas efetivas que tratam de vagas nas universidades públicas para que a juventude e os filhos do povo possam ter acesso à formação profissional”.

Macêdo alerta para as oportunidades aos jovens atuais “crescerem profissionalmente e terem acesso a uma vida digna”.

“Nós temos o ProJovem e ProUni, além de políticas no combate às drogas, que assolam a juventude brasileira, então têm um arcabouço de políticas públicas em varias áreas que possibilitam que os jovens brasileiros possam ascender socialmente e possam ter acesso a uma profissão e ao mercado de trabalho e também construir famílias”.

(Fabrícia Neves – Portal do PT)

sábado, 28 de abril de 2012

Modo Petista: Prefeitura de Joinville entrega quase 500 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida

Foram contempladas famílias com renda de até R$ 1.600. Prefeito Carlito Merss (PT) participou da entrega das unidades


O sonho da casa própria se tornou realidade para 496 famílias com renda de até R$ 1.600, moradoras da cidade de Joinville, Santa Catarina. Uma parceria da prefeitura da cidade, sob gestação de Carlito Merss (PT), com o programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida e a Caixa Econômica Federal viabilizou a entrega dos apartamentos no residencial Trentino 1, no bairro de Boehmerwald, zona sul da cidade.

“Muitas pessoas que estão aqui pagavam R$ 400, R$ 500 de aluguel e agora irão pagar entre R$ 50 e R$ 160. E com um detalhe: daqui a dez anos, esse apartamento será de vocês. Como cidadão e como prefeito, me sinto muito feliz de participar desse momento”, ressaltou o prefeito Carlito Merss, que acompanhou a entrega das chaves para as famílias contempladas.

O prefeito também ressaltou que 96% dos contratos do Trentino 1 foram assinados por mulheres, chefes de família. “E no Trentino 2 não será muito diferente: as mulheres assinarão 86% dos contratos”, adiantou Merss.

        A entrega das unidades aconteceu no dia 22 de março. Cada apartamento tem dois dormitórios, sala de estar e jantar, cozinha com lavanderia e banheiro, no total de 44 m².

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Uma reação à altura contra as cruzadas reacionárias do DEM

Publicado em 27-Abr-2012 Blog do Zé Dirceu
 
Partido queria acabar com sistema que mal começa a funcionar...
O país respira aliviado nesta 6ª feira. Na tarde de ontem, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, que o sistema de cotas raciais nas universidades é constitucional. Uma vitória, sem dúvidas, de todos os progressistas deste país. E uma fragorosa derrota da nossa direita, sobretudo, do DEM, autor da ação que provocou o julgamento na Corte Suprema.
A ação foi ajuizada pelos demos em 2009. Eles se posicionaram contra o sistema de cotas na Universidade de Brasília (UnB) que, desde 2004, reserva 20% de suas vagas aos estudantes que se autodeclaram negros e pardos.

Para a legenda, tradicionalmente na contramão das lutas e conquistas sociais no país, o sistema adotado cria uma espécie de “tribunal racial” e fere vários preceitos fundamentais da Constituição. Já o ministro-relator, Ricardo Lewandowski, em seu voto declarou que "a política de ação afirmativa adotada pela Universidade de Brasília não se mostra desproporcional ou irrazoável, afigurando-se também sob esse ângulo compatível com os valores e princípios da Constituição”. (
Veja a íntegra).

Cotas da UnB, modelo para outras universidades

O relator sugeriu ainda que o sistema de cotas da UnB - que tem vigência de 10 anos e volta a ser reexaminado pela universidade em 2014 - pode ser usado como “modelo” para outras universidade. Segundo ele, e no voto os demais ministros o acompanharam neste princípio, o sistema de cotas em universidades cria um tratamento desigual exatamente com o objetivo de promover, no futuro, a igualdade.

"A política de ação afirmativa deve durar o tempo necessário para corrigir as distorções". A unanimidade desta votação é um balde de água fria na cruzada reacionária e elitista do DEM e da direita como um todo.

Eles não compreendem que nós temos uma dívida histórica e, mais do que isso, uma obrigação de corrigir as distorções de longos anos de exclusão, opressão e preconceito racial em nosso país. Cabe a nós, a este nosso tempo, promover as condições para que possamos, sim, viver uma plena e verdadeira igualdade racial.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Cláudio Puty destaca aprovação de Dilma e iniciativas para a proteção da indústria nacional

Deputado Claudio Puty (PT-PA) - Foto: Richard Casas / PT

Petista vê como positivas as ações de estímulo, como a diminuição dos juros e desoneração da folha de pagamento


Ao participar do programa Rádio TVPT Entrevista, o deputado Cláudio Puty (PT-PA) afirmou que a popularidade da presidenta Dilma Rousseff se deve às suas caraterísticas pessoais e sua capacidade eficiente de gerenciamento.

“Quem dizia que ela seria simplesmente uma continuação sem sabor, insípida de um projeto político, está vendo que ela tem características próprias, a dureza com que ela combate os índices de criminalidade, clareza no trato com as informações públicas e sinceridade nas opiniões, em conjunto com políticas econômicas e sociais que mudam o Brasil, isso tem feito a diferença. O momento que nós vivemos é um momento em que a oposição que é de direita está absolutamente sem programa para o país, quando nós vemos o PSDB defendendo que nós temos que defender a indústria quando eles há alguns anos atrás no verão passado diziam que a melhor política industrial era não ter política industrial, quando eles dizem que é necessário dar um jeito no câmbio quando eles foram os maiores defensores da liberalização do câmbio, enfim, são pegos na contradição”.

Puty foi presidente da Comissão de Finanças e Tributação. Segundo ele, a indústria como um todo não perdeu participação no PIB, quem perdeu foi à indústria de transformação, a indústria mineradora, extrativa mineral aumentou sua participação.

“Queremos a indústria de transformação ganhando espaço, gera os chamados efeitos pra frente e pra trás mais dinâmicos, melhores empregos, capacidade de verticalização de sua produção e tudo mais, aí nós temos um problema, problema em vários frontes, temos um problema no país que são os custos de produção associados à logística, o problema da nossa mão de obra qualificada e nós temos os maiores desafios que são os desafios que estão lá fora, a China não tem as conquistas sociais que nós temos aqui, o custo da unidade de trabalho na China é baixíssimo e eles, além disso, administram a taxa de câmbio em padrões insustentáveis. Então um produto que é produzido na China pra concorrer com um produto industrial brasileiro é absolutamente desigual a unidade de custo para sua produção, portanto nós precisamos de um novo rearranjo internacional e enquanto isso não ocorre porque os países todos estão numa maré protecionista e o Brasil não pode só ficar olhando a banda passar. Nós temos dado diminuição de impostos para as empresas exportadoras, para as empresas que empregam mais gente chamada desoneração da folha, capitalizado o BNDES pra ter novos financiamentos para as empresas brasileiras e ao mesmo tempo que nós apostamos na redução da taxa de juros pra melhorar o financiamento para as empresas nacionais. Portanto, é um conjunto de medidas, obviamente que elas não são suficientes porque os desafios continuam mas elas apontam na direção correta.”

(Ana Claudia Feltrim - Rádio TVPT)

André Vargas destaca mais um recorde de aprovação popular da presidenta Dilma

Deputado André Vargas (PT-PR) - Foto: Richard Casas/PT

Deputado petista comenta resultados positivos da ultima pesquisa divulgada pelo Datafolha


O deputado federal e também scretário ncional de Comunicação do PT, André Vargas (PT-PR), comentou o resultado da pesquisa realizada recentemente pelo instituto Datafolha que mostrou que o governo da presidente Dilma Rousseff bateu mais um recorde, atingindo o maior patamar para qualquer presidente com o mesmo tempo de mandato.

André Vargas falou que o resultado da pesquisa deixa clara a aceitação das ações que o governo federal vem desenvolvendo como, por exemplo, os projetos de investimentos na área social e pública.

“É um governo de continuidade dos grandes avanços já oferecidos em um período de 8 anos do governo do ex-presidente Lula, e isso foi fundamental para que nós tivéssemos uma condição mais adequada a nível internacional, a diminuição da pobreza e a geração de mais de 10 milhões de empregos”
Vargas também destacou o avanço na política econômica que o governo Dilma está desenvolvendo. Segundo ele, é uma política ousada, principalmente na redução da taxa de juros.

“Essa campanha que a presidenta está fazendo junto com o ministro Guido Mantega para a redução da taxa de juros, do spread bancário e da taxas de cartões de credito que são distorcidas no Brasil, esse movimento e essa determinação que a Caixa Econômica e o Banco do Brasil estão exercendo é o que de fato faz crescer a aprovação da presidenta Dilma e o do seu governo”.

(Fabricia Neves -  Portal do PT)


quarta-feira, 25 de abril de 2012

PT publica nova redação do estatuto com mudanças aprovadas no 4º Congresso Nacional Extraordinário

Estatuto do PT – nova redação incorporando as alterações aprovadas no 4º Congresso Nacional Extraordinário do PT, realizado de 2 a 4 de setembro de 2011. Redação final aprovada pelo Diretório Nacional em 9 de fevereiro de 2012.


Prestação de contas 2011: Prazo para entrega na Justiça Eleitoral encerra no dia 30 de abril

Arte: Nilton Vilhena / PT Nacional

Em ano eleitoral, a direção nacional do PT alerta também para a verificação da situação jurídica das instâncias partidárias


A Secretaria Nacional de Finanças alerta os diretórios do PT sobre o prazo final para a entrega da prestação de contas à Justiça Eleitoral, que vence no próximo dia 30 de abril. Mesmo as instâncias que não tiveram nenhuma movimentação financeira deverão justificar o funcionamento do Partido.

Leia abaixo a íntegra da circular enviada às instâncias de direção do Partido:

Da: SECRETARIA NACIONAL DE FINANÇAS
Para: DIRETÓRIOS ESTADUAIS e MUNICIPAIS
ASSUNTO: PRESTAÇÃO DE CONTAS E RECEITA FEDERAL


Companheiros,
Alertamos sobre o prazo final de entrega da prestação de contas à Justiça Eleitoral, que é o próximo dia 30 de abril. Aqueles que não efetuaram movimentação financeira, deverão igualmente encaminhar a prestação de contas, justificando o funcionamento do Partido no Município.

Esse é um ano eleitoral e o Partido deverá verificar se sua situação jurídica está em ordem perante a Justiça Eleitoral (registro do novo Diretório encaminhado pelo Diretório Estadual junto ao TRE do Estado) e se cumpriu com as demais obrigações junto à Receita Federal.

Lembramos, ainda, que o próximo dia 30 de junho é o último dia do prazo de entrega da Declaração de Informe Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), que deverá ser apresentada por todos os nossos Diretórios e Comissões Provisórias com CNPJ próprio, via internet (programa DIPJ/2012 e RECEITANET/2012, acessados pelo site www.receita.fazenda.gov.br).

Recomendamos que o Partido verifique junto ao site da receita federal a situação do CNPJ do Partido, para conferência dos dados do responsável cadastrado.

Pedimos aos Diretórios Estaduais que divulguem amplamente o prazo final da entrega da prestação de contas na Justiça Eleitoral e as obrigações a serem cumpridas junto à Receita Federal.

PT Saudações Secretaria Nacional de Finanças
Abril/2012
(Departamento Jurídico do PT Nacional)

EU... SOU JUINENSE... COM MUITO ORGULHO... COM MUITO AMOR...

terça-feira, 24 de abril de 2012

FUTSAL DE JUÍNA VENCE CAMPO NOVO NO MASCULINO E FEMININO E ESTA NAS DUAS FINAIS


24/04/2012 - 10:45:35
Fonte: Mario Alvim
Quem gosta de emoção forte pode viver isso em toda sua intensidade ontem 23/04, no Ginásio Municipal de Esportes “Egnaldo Mendonça”, em Juína-MT. A definição de que as semifinais do futsal masculino e feminino do XI JAM´s – Jogos Abertos Mato-grossenses entre Juína e Campo Novo mobilizou o torcedor juinense que compareceu em massa e fez o Ginásio tremer.      
No primeiro jogo pela semifinal feminina de futsal a equipe juinense impôs seu Padrão de jogo e com gols de Carlinha marcando duas vezes, Sol e Branca venceu a equipe campo-novense por 4x1 se classificando para final.
No segundo jogo pela semifinal masculina de futsal os cerca 3.000 torcedores que compareceram ao Ginásio de Esportes pode assistir o que há de melhor no futsal mato-grossense. Com as equipes de Juína e Campo Novo reforçadas só poderíamos esperar um grande jogo e foi o que aconteceu!
Já nos primeiros minutos de jogo a equipe campo-novense, formada basicamente por jogadores que jogavam por Juína no ano passado, abriu 2x0 dando um susto na torcida. O técnico Juinense, Adriano, pediu calma a equipe e reorganizou a equipe em quadra e, a partir daí, Juína se impôs em quadra e foi pra cima não dando oportunidade aos adversários e nos cinco minutos finais da 1ª etapa, após inúmeras defesas milagrosas do goleiro campo-novense e com muita pressão da torcida, Juína buscou o empate.
Na 2ª etapa, a equipe Juinense se impôs em quadra e não tomou conhecimento do adversário com Jê Branco marcando um golaço de letra logo no primeiro minuto. A partir daí só deu Juína que com o apoio da torcida foi marcando gols e consolidando a passagem para a grande final de hoje. Ao final o placar de Juína 7 x 3 Campo Novo, com quatro gols de João Jairo e três de Jê Branco, demonstrava o quanto é difícil jogar em Juína contra esta torcida que tem a cada dia manifestado sua paixão pelo futsal e transformado Juína numa das maiores forças do futsal mato-grossense.
Vale destacar o 6º gol Juinense onde a equipe de Campo Novo tinha uma falta na linha da área e o goleiro-linha foi cobrar a bola explodiu na barreira atravessou toda a quadra e entrou mansamente no gol, levando o torcedor ao delírio.
Hoje as 19h:00 Jogam pela final feminina de futsal Juína x Peixoto de Azevedo e a partir das 20 a final masculina de futsal entre Juína x Diamantino. A torcida mais uma vez deverá ser o quinto jogador em quadra na busca destes dois títulos e assim garantir a ida a Vitória-ES em maio para a disputa dos Jogos Abertos Brasileiros 2012.  

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Lula confirma presença em lançamento de documentário

Vídeo destaca momentos emocionantes de Lula presidente. Assista ao trailer divulgado na internet.


Está previsto para a próxima quarta-feira (25) em Brasília, no Museu da República, o lançamento do documentário “Pela Primeira Vez”, do fotógrafo Ricardo Stuckert. Em trailer divulgado na internet, da a entender que o filme mostrará os momentos finais do segundo mandato de Lula e a posse de Dilma Rousseff.

Logo na abertura do documentário, Lula aparece ao visitar o então vice-presidente José Alencar. As imagens são do dia 1 de janeiro de 2011, e Lula fala “Nunca antes na história do mundo um presidente teve um vice da qualidade que eu tive, nunca, caráter, companheiro, solidário, fiel ao presidente. Meu companheiro, você é mais que um companheiro, você é um irmão!”.

Dilma Rousseff também aparece em destaque. Stuckert registrou o momento em que a presidenta chora ao assumir a presidência. “E sei que meu mandato deve incluir a tradução mais generosa desta ousadia do voto popular, que após levar à presidência um homem do povo, um trabalhador, decide convocar uma mulher para dirigir os destinos do país. A partir deste momento sou a presidenta de todos os brasileiros!”.

Outro momento do documentário mostra Lula voltando ao lugar onde sente-se em casa. São Bernardo do Campo. Na ocasião, Lula participa de comício e pede votos para Dilma. “Portanto companheiros e companheiras, agora o que eu peço para vocês é que com o mesmo carinho que vocês me apoiaram a gente tem que apoiar a companheira Dilma, os adversários são os mesmos, os preconceitos são maiores e muito mais!”.

(Ricardo Weg – Portal do PT)
(Transcrição: Adriano Lozado – Portal do PT)



sábado, 21 de abril de 2012

Gilmar Machado destaca trabalho social realizado por instituições religiosas

Parlamentar do PT-MG fala sobre eventos como o I Fórum Evangélico Brasil Sem Miséria

Este ano será realizado o “I Fórum Evangélico Brasil Sem Miséria” e o deputado federal Gilmar Machado (PT-MG), que é evangélico, comentou sobre as ações sociais que a igrejas desenvolvem e que contribuem para o desenvolvimento de um Brasil mais solidário.
Gilmar Machado lembrou que o Partido dos Trabalhadores (PT) está desenvolvendo desde o Governo Lula várias medidas importantes voltadas ao combate da miséria e da pobreza no Brasil.

“Seminários que envolvam entidades, realmente religiosas, e vários setores religiosos são importantes, e hoje quem mais realiza desse trabalho social em parceria com o poder público são exatamente as instituições religiosas das várias matrizes que nós temos. Então esse tipo de evento aproxima cada vez mais as entidades religiosas com o poder público”.

O parlamentar petista também destacou que atualmente as instituições religiosas e evangélicas desenvolvem diversas ações sociais voltadas para a educação e, principalmente, para a recuperação de dependentes químicos. Segundo ele, quando as instituições religiosas conhecem as ações que o estado desenvolve fica mais fácil realizar uma parceria voltada para as questões sociais.

“As instituições religiosas e evangélicas hoje têm muitas instituições educacionais, sociais e de recuperação de viciados, tanto do álcool como das drogas. Estas instituições já realizam trabalhos e estão muito próximas e enraizadas nos principais bairros das grandes e pequenas cidades. Elas realmente conhecem essa população e também ajudam na recuperação, pois quando elas reestruturam as famílias nas comunidades evangélicas, realmente estão dando uma grande contribuição”.

(Fabrícia Neves – Portal do PT)


Bohn Gass: Assistência técnica e extensão rural são fundamentais para melhorar o campo

Agricultores familiares participam de uma conferência nacional sobre esses temas na próxima semana


O governo federal realizará entre os dias 23 a 26 deste mês a 1ª Conferência de Assistência Técnica e Extensão Rural. O evento contará com a presença de agricultores familiares que, ao longo do ano de 2011, estiveram reunidos em conferências municipais e estaduais, com a finalidade de debater os temas relacionados ao assunto.
Deputado petista pelo Rio Grande do Sul, Bohn Gass afirma que a assistência técnica e extensão rural são fundamentais para orientar, acompanhar e levar ao agricultor o conjunto de atividades a serem desenvolvidas para produção, acompanhamento, planejamento, comercialização e assistência técnica.
“Nós queremos que tudo que já foi pesquisado, tudo que já existe de tecnologias elas possam ser universalizadas levadas até o agricultor, estendidas até o agricultor, por isso extensão rural e ao mesmo tempo interagir com o saber do próprio agricultor para que a pesquisa e a ciência acopladas ao trabalho já conhecido histórico familiar das propriedades possa dar essa qualidade no sentido da produção de alimentos e da permanência com qualidade de vida e com renda para as famílias hoje no campo, quando começou o governo do presidente Lula, nós tínhamos um ponto de vista orçamentário apenas 5,4 milhões para a assistência técnica e extensão rural no Brasil, na linha dos neoliberais de não termos investimentos públicos para desenvolver o país ouve um sucateamento, uma destruição do sistema de assistência técnica no país, nós recuperamos esse processo, nós, a cada ano, aumentamos mais gente, mais dinheiro, mais programas”.
Segundo o parlamentar, a assistência técnica e a extensão rural podem colaborar para a erradicação da miséria.
“Nós, no Brasil, trabalhamos com muita força com o presidente Lula e a presidenta Dilma para que erradicássemos a extrema miséria, primeiro foi o programa Fome Zero e agora o programa de erradicação da miséria apresentada pela presidenta Dilma e dialoga exatamente nas duas pontas, ainda temos 16 milhões pessoas na extrema pobreza , nós temos metade disso na área rural.
A cidadania não chegou até eles, então precisa chegar também a orientação, a técnica, o recurso, os programas na área da produção agrícola para torna-los conhecedores das políticas públicas para termos renda para essas pessoas e ao mesmo tempo termos a inclusão produtiva”.

(Ana Claudia Feltrim -  Rádio TVPT)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

PED 2013: Executiva Nacional do PT aprova cronograma

Proposta de calendário ainda será apreciada e votada na reunião do Diretório Nacional em maio deste ano


Petista é eleito presidente da Associação Brasileira de Municípios


O petista Eduardo Tadeu Pereira, prefeito de Várzea Paulista, é o novo presidente da entidade

A Associação Brasileira de Municípios (ABM) elegeu na última terça-feira, durante assembleia realizada na sede da entidade, a sua nova diretoria. O prefeito de Várzea Paulista, Eduardo Tadeu Pereira, foi eleito presidente em chapa única, formada em consenso entre os membros da associação.



O mandato dos novos representantes tem vigência até 2015. Na ocasião, eles entregaram aos prefeitos e representantes de entidades municipalistas uma Carta Compromisso, com lema ‘Pelo Fortalecimento dos Municípios’.


Fundada em 1946, a ABM é a primeira entidade municipalista do Brasil e tem como princípios a representação, união e fortalecimento dos municípios brasileiros. A nova diretoria tem como vice-presidente o prefeito de Arthur Nogueira (SP), Marcelo Capelini; e o ex-presidente da AGM (Associação Gaúcha Municipalista), José Carlos Rassier, como primeiro secretário. “O movimento municipalista precisa de uma entidade como a ABM. Há um espaço para ser ocupado nessa área e acredito que temos que fortalecer a nossa associação para que ela assuma novas funções e busque novas conquistas”, afirma Eduardo.


Na ocasião, o novo presidente destacou os avanços que os municípios brasileiros conquistaram através da entidade. “Tivemos conquistas tanto do ponto de vista econômico, com aumento de repasses de recursos do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e do PAC Programa de Aceleração do Crescimento), por exemplo; como na parceria para realização de políticas públicas fundamentais, como o programa Bolsa Família”, explica, citando também o debate das relações federativas como um aspecto importante, tendo como referência o Comitê de Articulações Federativas (CAF)”.


Entre os compromissos firmados pela nova diretoria, estão o desenvolvimento de ações de fortalecimento dos municípios; incentivo ao debate acerca do municipalismo; revisão da lei de licitações e de responsabilidade fiscal; qualificação dos gestores municipais; entre outros.
(Fonte: assessoria)

CARTA COMPROMISSO
‘Pelo fortalecimento das gestões municipais’
Caros prefeitos e prefeitas,
A nova direção da Associação Brasileira de Municípios (ABM) reitera sua satisfação em estar à frente dessa entidade que, fundada em 1946, é a primeira associação municipalista do Brasil e vem expressar as suas propostas para esse novo mandato. Com base nos princípios da ABM, de representação, união e fortalecimento dos municípios brasileiros, a nova direção firma os seguintes compromissos:

-Desenvolvimento de ações de valorização dos municípios
Ao longo de sua trajetória, a ABM buscou fortalecer a descentralização política e administrativa, o aprimoramento do pacto federativo republicano e o fortalecimento da capacidade de gestão e valorização dos municípios.

Parte desses esforços resultaram em grandes avanços nos últimos anos, tanto do ponto de vista econômico, com aumento dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e adequações no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC); como em relação às parcerias na realização de políticas públicas fundamentais, como o Bolsa Família; e ainda no aprimoramento das relações federativas, tendo no Comitê de Articulações Federativa (CAF) sua maior e melhor expressão.

O fortalecimento do pacto federativo passa, nesse momento, pela defesa dos municípios nos principais debates em curso, como a distribuição dos royalties do pré sal, a reforma tributária e a nova regulação da mineração. A ABM dedicará especial atenção a esses temas.

Portanto, a nova diretoria da ABM firma o compromisso de dar continuidade e aprofundar ainda mais o fortalecimento dos municípios e seus governos em prol da eficácia de políticas públicas que promovam o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental.

-Fortalecimento da relação democrática e construção de uma forte articulação entre municípios
Reafirmamos nosso compromisso com o estado democrático de direito, com ações pautadas pela ética, controle social a centralidade das cidades como territórios fundamentais para o aprimoramento da democracia participativa. Nesse sentido a ampliação e fortalecimento da participação da mulheres nos espaços públicos e de poder é fundamental, como base da construção de novas relações de gênero.

Firma-se também o compromisso de fomentar o associativismo e a criação de redes de cidades e consórcios, constituindo fóruns e grupos de trabalho com o papel de debater e propor ações inovadoras às gestões municipais e promover a troca de experiências entre os municípios.

-Incentivo ao debate acerca do municipalismo
A ABM irá promover, junto com outros órgãos e instituições o debate acerca do municipalismo e da gestão municipal, articulando ações para aprimorar o relacionamento entre o Governo Federal e os municípios, em busca de novas formas de cooperação e execução das atribuições e competências, através da regulamentação do art. 23 da Constituição Federal e da redefinição de modelos de gestão compatíveis com a efetividade e excelência das políticas públicas.

-Revisão da Lei de Licitações e da Lei de Responsabilidade Fiscal
A revisão da Lei de Licitações está entre as lutas da entidade e a nova direção reafirma esse compromisso, na perspectiva de melhorar a capacidade de gestão das cidades, fortalecer as compras públicas de pequenas e micro empresas, os instrumentos de transparência e o combate à corrupção.
Também é um compromisso a luta pela revisão da Lei de Responsabilidade Fiscal, com o objetivo de garantir aos municípios o ressarcimento de seus gastos com serviços de responsabilidade de outro ente federativo, Estado ou União. Além de regulamentar o art. 62, a revisão visa contribuir com a lei de qualidade fiscal, atribuindo incentivo às administrações municipais que atingirem metas e resultados.

-Qualificação dos gestores municipais
A qualificação dos gestores é uma das formas de contribuição da ABM ao municipalismo. Para isso a entidade lançará mão de convênios e parcerias com entidades públicas e privadas, com o objetivo de oferecer assistência técnica municipal, através do fortalecimento das competências e habilidades gerenciais e administrativas e estímulo à adoção de ferramentas e metodologias de planejamento.

Todas essas ações terão como foco a constante e permanente capacitação e formação de gestores, técnicos e servidores municipais, em busca da melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados nas cidades brasileiras.

-ABM forte e representativa
A ABM conclama aos municípios brasileiros a se somarem à construção da entidade e do movimento municipalista.

Eduardo Tadeu Pereira
Prefeito de Várzea Paulista
Presidente da ABM
   

Realizada Cerimônia de Abertura do XI Jogos Abertos Estaduais Mato-grossenses

Por Tuliana Stuani/Mario Alvim

A competição terá a duração de cinco dias e reúne mais de 700 atletas e comissão técnica, contanto com 38 equipes de 19 cidades do estado.

O Município de Juína esta sendo palco do XI Jogos Abertos Mato-grossenses. A cerimônia de abertura aconteceu ontem 19/04 a noite no ginásio municipal de esportes Egnaldo Mendonça o contou com a presença do Secretário de Estado de Esporte e Lazer, José de Assis Quaresqui, Prefeito de Juína Altir Antonio Peruzzo, Secretário Municipal de Esportes de Juína Marcelo Garcia, demais secretários municipais e vereadores. A cerimônia contou ainda com a presença de um grande público que lotou as arquibancadas para prestigiar o evento.
A Competição terá a duração de cinco dias e reúne mais de 700 atletas e comissão técnica, contanto com 38 equipes de 19 cidades do estado. Durante os jogos serão disputadas as modalidades de futsal e voleibol masculino e feminino.
Em seu pronunciamento, o Secretário Quaresqui enalteceu o prefeito Altir pela excelente acolhida aos jogos e destacou “Essa é a nossa responsabilidade, levar o esporte a todos aqueles que gostam de praticá-lo, porque investir no esporte é investir no cidadão e na formação dos jovens, mas também dar oportunidade aos adultos em participar dos jogos abertos, esta é a resposta do governo do estado pra com sociedade como um todo”, ressaltou Quaresqui.
“É com muita satisfação que damos inicio a esta competição, isso nos deixa muito feliz e com uma responsabilidade bastante grande, este que é o maior evento na área do futsal e do voleibol em jogos realizados pelo estado” destacou Marcelo Garcia, Secretario Municipal de Esportes.
 O prefeito Municipal Altir Peruzzo fez questão de estar presente na cerimônia e abertura dos jogos e para ele essa é uma oportunidade de divulgar o município em outras localidades.
 “É importante que o estado promova eventos como esse em municípios diferentes, aproveitando a estrutura existente exatamente para que permita a população mesmo em uma região distante poder participar, acompanhar e assistir eventos a nível estadual” destacou Altir.
Ainda na noite de ontem aconteceram duas partidas: Primeira partida futsal feminino Juína 08 x 00 Juara em seguida futsal masculino Juína 05 x 00 Colniza. Hoje a competição continua durante todo o dia.
O campeão dos Jogos Abertos terá a oportunidade de representar o estado nos Jogos Abertos Brasileiros que acontecerão em Vitória (ES) no mês de maio. O evento é uma realização do Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer e a Prefeitura do Municipal de Juína.

Pesquisa aponta Altir Peruzzo como um dos 10 melhores prefeitos de MT com 88% de aprovação

18/04/2012 às 09:30
Marcelo Guedes/Metropolitana FM
A pesquisa foi realizada entre os meses de Agosto e Novembro de 2011. Altir recebeu uma percentagem de 88% de aprovação.

Foto: Sidônia e João Batista recebendo o prêmio
Em menos de 15 dias o Prefeito de Juína, Altir Peruzzo (PT), é homenageado com dois prêmios por ter sido apontado pela opinião pública como um dos melhores prefeitos de Mato Grosso, primeiro pela KGM Pesquisas ficando em 6º lugar e agora pela Ângulo Pesquisas, de Umuarama-PR.

A pesquisa realizada pela empresa Paranaense tinha como metodologia um questionário padronizado, com a única pergunta: "Na sua opinião a atual administração municipal tem sido?". As opções de resposta eram: "Ótima,

A entrega do prêmio aos 10 melhores gestores ocorreu no último dia 14 de abril de 2012 no Hotel Fazenda Pantanal, em Cuiabá. Segundo informações coletadas pela reportagem da Rádio Metropolitana, o Prefeito Altir não pode comparecer no evento, devido a compromissos de agenda em Juína com moradores do Módulo 5, Setor G, para tratar de pavimentação asfáltica daquela região.

Mas o mesmo foi representado por sua procuradora em Cuiabá, Srª Sidônia Shecon, e pelo Vereador João Batista Leite Gomes (PT), que se encontrava na capital do estado. Por ser uma empresa que realiza pesquisas em todo o território nacional, a Ângulo entregará no final do ano de 2012 o Prêmio Nacional aos 10 prefeitos com as melhores administrações de cada estado. O evento será realizado na cidade de Gramado–RS.
Boa, Regular, Ruim e Péssima".A pesquisa foi diferenciada por sexo e idade e realizada entre os meses de Agosto e Novembro de 2011. Com uma percentagem de 88% de aprovação pela população que respondeu o questionário, a pesquisa apontou o Prefeito Altir Peruzzo como o responsável por uma das 10 melhores administrações do estado de Mato Grosso.



quinta-feira, 19 de abril de 2012

Agenda do Congresso prevê Código Florestal, RDC e PAC, além da CPI, aponta Arlindo Chinaglia

Líder do governo reuniu-se com Ideli Salvatti e Miriam Belchior


“Como líder do governo, eu não poderia cometer o erro, de ficar pensando em CPI e esquecer as outras matérias, mas eu acho que por exemplo, Código Florestal está pautado, nós estamos trabalhando em torno disto. Estávamos reunidos, os líderes da base, eu e duas ministras (Miriam Belchior e Ideli Salvatti) para discutir temas relacionados à RDC (Regime Diferenciado de Contratações)  para as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), ou seja, discussões de mérito importantes para o país, e isto vai ser mantido a custa de mais trabalho”, disse Arlindo Chinaglia (PT-SP), atual líder do governo na Câmara.

A reunião com as ministras aconteceu na quinta-feira (19) já prevendo agendas para a próxima semana. “Foi feita uma exposição dos resultados da RDC, onde ela já está sendo aplicada, que teve casos de reduzir o prazo três vezes menor, reduzir os custos de 15 a 20%. Então é uma experiência que está sendo positiva”.

Questionado como irá se manter a agenda de votações na Câmara, com a instalação da CPI, Chinaglia afirma: “Se não é dobrado, vai ser bastante aumentado, que é natural, primeiro que o governo não tem que estar envolvido, digamos na operação da CPI, não é meu papel, mas é igualmente natural que vários líderes ou parlamentares me procurem para que a gente troque ideias” – e exemplifica – “Como líder do governo na Câmara decidi não assinar exatamente por que? Você tem divergências na própria base, o líder do governo no Senado assinou, ou seja nós estamos agindo com absoluta tranquilidade, agora dizer que eu não vou ser consultado, em algum momento eu vou ser, já aconteceu isto quando fui líder do governo Lula, mas eu acho que a forma de não perder o foco é nós irmos pegando as medidas provisórias, os projetos de lei, os projetos de governo e trabalhando, primeiro com a base do governo mas também com a oposição, temas centrais, então é tradicional que em período eleitoral, no segundo semestre haja uma redução, então mesmo se não houvesse esta CPI, no segundo semestre com certeza haveria uma redução no ritmo de produção legislativa”.

Sobre a composição da CPI, com a participação de investigados na comissão e se este fator pode prejudicar as investigações, o deputado explica:
“Motivos quando alguém quer fazer uma polarização, os parlamentares buscam, ou seja, vai depender dos objetivos que cada um vai se colocar, então como CPI tem muita cobertura midiática, então o parlamentar acha que se for agressivo passa uma ideia melhor do que se falasse de forma normal, vamos chamar assim, com ou sem aspas, então tem muito a ver com a personalidade, tem a ver com digamos o modo com que cada um vê a política.


Eu pessoalmente, em todas as CPIs que participei sempre preferi, digamos trabalhar com os objetivos e sem agressões gratuitas, e mesmo quando sem CPI, quando na oposição , as denúncias que fiz, como o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), como o antigo xerife dos preços, eu fiz, provei e fiz um bem para o país, então acho que pessoalmente prefiro que a CPI faça um trabalho profundo que investigue tudo, para que ao final produza o melhor trabalho em defesa da moralidade pública e para combater a quadrilha, principalmente a sua atuação, digamos em parte do estado que não sabemos exatamente onde estaria no momento”.

(Transcrição: Adriano Lozado – Portal do PT)

(Áudio: Ronaldo Berwanger)




PT quer investigação sobre denúncias envolvendo Operação Las Vegas e Monte Carlo

Rui Falcão aponta denúncias do PT contra Marconi Perillo, Carlinhos Cachoeira, e cita veículos de comunicação


Em entrevista coletiva, o presidente do PT, Rui Falcão, citou investigações da Polícia Federal que levaram a prisão de Carlinhos Cachoeira. As denúncias devem ser ampliadas na CPI. Falcão disse que conversou com a base petista no Congresso e a orientação é investigar.

“Eu discuti com nossos deputados, com os petistas, e nós achamos importante ter uma investigação sobre essas denúncias que foram feitas pela Polícia Federal, que envolve tanto operação Vegas, como a operação Monte Carlo. Nós achamos que é importante conhecer a verdade a respeito destes acontecimentos”.

Questionado sobre denúncias envolvendo governadores, inclusive Agnelo Queiroz (PT-DF), Falcão diz que o envolvimento é do Tucano, Marconi Perillo. “Que eu saiba, primeiro, nós nunca devemos temer a verdade dos fatos, segundo ao que me consta, as primeiras denúncias, elas envolvem o Carlos Cachoeira, e uma denúncia de telefonemas e contatos dele com o governador (de Goiás) Marconi Perillo, do PSDB”.

Falcão ressalta que o eixo da investigação está em torno das denúncias de Carlos Cachoeira, conhecido por envolvimento no jogo do bicho. “Pelo objeto que está determinado, ela vai investigar tudo o que decorre da operação Vegas e da operação Monte Carlo, e a partir desta coleta de informações que a CPI vai ver quem chama, quem ouve. Tem denúncias sobre envolvimento de veículos de comunicação, de membros do Ministério Público. Agora denúncia é uma coisa, toda a denúncia tem que ser investigada, para você incriminar alguém precisa ter provas,  então eu não quero antecipar, não é meu papel, nenhuma das conclusões que podem ser produzidas ao longo dos seis meses que está prevista a duração da CPI”.

Questionado se o PT chamou Agnelo para dar esclarecimentos referentes a supostas denúncias, Falcão afirma: “Tenho contatos regulares com o governador Agnelo, porque é a minha função, acabei de falar com o governador Déda (Sergipe), e não me consta que haja qualquer preocupação do governador Agnelo sobre a CPI que está se propondo investigar a operação Vegas e Monte Carlo”.

Sobre o julgamento do processo do “mensalão” Falcão afirma: “Se o julgamento do chamado mensalão se der com o espero pelo que está contido nos autos, não há nenhum temor da nossa parte”.

A entrevista foi concedida após a posse da ministra Cármem Lúcia como presidenta do TSE, na noite de quarta-feira (19), em Brasília.

(Texto: Ricardo Weg – Portal do PT)

(Áudio: Ronaldo Berwanger – RádioPT)




Nazareno Fonteles (PT/PI) destaca avanços nas políticas de segurança alimentar

Arte: Nilton Vilhena - PT Nacional

Parlamentar petista presideFrente Parlamentar de Segurança Alimentar do Congresso Nacional


Fonteles, que preside a Frente Parlamentar de Segurança Alimentar do Congresso Nacional, esteve na posse do novo Consea.

Na cerimônia de pose dos novos integrantes do Conselho Nacioanl de Segurança Alimentar, o deputado federal Nazareno Fonteles (PT/PI) comemorou os avanços do governo do PT na implementação de políticas do setor. “O governo Lula inovou com o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar, o que estimulou os trabalhadores rurais, nos seus próprios municípios, a começar a produzir”, ressaltou o parlamentar, que é presidente Frente Parlamentar de Segurança Alimentar do Congresso Nacional.

Outro avanço, segundo Fonteles, é a Lei da Alimentação Escolar. “No mínimo 30% dos recursos que a União repassa para os estados e municípios tem que ser gastos com produtos da agricultura familiar local ou mais próxima do município, para a merenda escolar. Isso é cerca de R$ 1 bilhão por ano pra este mercado”, explicou o deputado.

Fonteles também lembrou que foi com apoio da Frente Parlamentar que ele preside que foi aprovada a inclusão da alimentação como direito social, no artigo VI da Constituição—uma iniciativa que teve repercussão internacional.

Assista à entrevista completa com Nazareno Fonteles.

(Jamila Gontijo -  Portal do PT)


quarta-feira, 18 de abril de 2012

Para deputado, revista Veja é “o crime organizado fazendo jornalismo”

São Paulo – O deputado federal Fernando Ferro (PT-PE) acusou hoje (17) a revista Veja de se valer de seu espaço midiático para tentar abafar a criação da comissão parlamentar mista de inquérito destinada a apurar a conexão entre políticos e o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

“Na semana passada, tinha afirmado aqui que a revista Veja se associava ao crime organizado para fazer jornalismo. Eu me enganei, acho que a revista Veja já é o próprio crime organizado fazendo jornalismo”, disse o parlamentar na tribuna da Câmara, em Brasília, em referência à reportagem publicada no último fim de semana. Para a revista do Grupo Abril, a CPMI é uma estratégia do PT para desviar o foco do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso do mensalão. “O que ela fez essa semana foi vestir a carapuça e achar como natural e normal utilizar o expediente da informação produzida por bandidos e delinquentes para fazer o seu jornalismo. Então isso não é mais uma associação, mas uma ação de crime organizado.”

A CPMI tomará como ponto de partida as investigações da Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo. Além de mostrar as conexões de Cachoeira com políticos, as escutas promovidas durante a apuração mostraram que o diretor da sucursal de Brasília da revista Veja, Policarpo Júnior, recebia informações do grupo do contraventor para a formulação de reportagens. 

O deputado, que já adiantou que gostaria de ouvir o presidente do Grupo Abril, Roberto Civita, sobre as conexões entre a editora e Cachoeira, considera que a CPMI terá de debruçar sobre as relações entre grupos privados, representantes do Estado e jornalistas. “Não há outro caminho senão o da imprensa assumir o seu papel de denunciar, mas desvinculada do crime organizado”, afirmou.

PT enquadrou demotucanos a assinarem a CPI do Cachoeira

Até os 44 minutos do segundo tempo os demotucanos fizeram um jogo triplo:

Em frente às câmaras falavam ser a favor da CPI.

Nos bastidores, procuravam gente da base governista mais "enrolada", e tentavam melar a CPI, como se estivessem advertindo: "olha, essa CPI não é boa pra ninguém, vai respingar em você... é melhor abortar. Depois que começar, ninguém sabe como termina, e nem quem vai sair vivo politicamente."

Ao mesmo tempo contavam com a fiel escudeira, a velha imprensa demotucana, em outra ofensiva para intimidar com "reporcagens" que requentavam factóides, ameaçavam com denuncismos como se fosse uma prévia de CPI do fim do mundo, e para espalhar boatos, como se o Palácio do Planalto se opusesse à CPI, como se o PT se opusesse, para dar um álibi para o PMDB, PR, PP, etc, se encorajar a seguir a oposição no boicote à CPI.

Não adiantou nada.

De tarde o PT anunciou que já havia reunido 28 assinaturas no Senado, o que garante a instalação da CPI.

Pega "com as calças na mão" com essa notícia, a oposição resolveu demarcar território, e chamou a fiel escudeira, a imprensa demotucana, para tirar uma foto noticiada assim no Estadão:
"... um ato simbólico para marcar o início do recolhimento de assinaturas para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Cachoeira. A oposição está preocupada com manobras governistas para atrasar instalação da CPI"
Além dos sorrisos forçados e sem-graça, esse ato falho no texto do Estadão, estragou a foto e o cambalacho:

O INÍCIO do recolhimento de assinaturas só começou depois que o PT já havia garantido as 28 necessárias.

Aliás, alguém podia me ajudar a decifrar se o senador Álvaro Dias está rindo ou está chorando?

De novo: Time elege Dilma uma das 100 pessoas mais influentes do mundo

Outra brasileira na lista é a atual presidenta da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster

A presidenta Dilma Rousseff repetiu o feito de 2011 e aparece mais uma vez na lista anual das 100 pessoas mais influentes do mundo feita pela revista norte-americana Time.

Alguns nomes da lista já haviam sido revelados, mas a lista completa foi divulgada nesta quarta-feira (18)  pela Time.

A lista traz três brasileiros. Além da presidente Dilma, estão nela o empresário Eike Batista e Maria das Graças Silva Foster, atual presidente da Petrobrás.
 
Esse ano, quem assina o texto sobre a presidente brasileira é a também presidente Cristina Fernandez de Kirchner, da Argentina, que não figura na lista.

“Uma vez eu vi uma fotografia da presidente Dilma Rousseff com 22 anos de idade. Ela estava em um tribunal militar, em 1960, formado por juízes que escondiam seus rostos com as mãos. Os papeis pareciam estar invertidos: era Dilma quem estava acusando não só o sistema militar, mas os cúmplices na injustiça de excluir a maioria do poder durante as décadas em que os generais ficaram no poder”, escreve Cristina.

Em seguida, ela relembra seu primeiro encontro com Dilma, em 2003, quando ela era ministra da Casa Civil do governo do presidente Lula. “Ela tinha o mesmo compromisso que aquela garota na foto”, escreveu a argentina.

“Hoje, com a liderança de Dilma Rousseff, nós vemos o Brasil convicto de que seus interesses nacionais estão absolutamente ligados ao interesse de seus vizinhos”, finaliza Cristina.

(As informações são do blog do Luis Nassif)

CPMI para apurar caso Cachoeira é protocolada com mais de 360 assinaturas de deputados e senadores

Líder do Partido na Câmara Jilmar Tatto (PT-SP) - Foto: Arquivo/PT

Bancada do PT apóia investigação e expectativa do líder Jilmar Tatto (PT-SP) é que ela seja instalada nos próximos dias


Líderes partidários na Câmara e no Senado protocolaram na noite desta terça-feira (17), na Secretaria-Geral da Mesa do Congresso Nacional, o requerimento para a instalação da CPI Mista para investigar as relações obscuras do contraventor goiano Carlinhos Cachoeira com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário,  além de segmentos empresariais, inclusive da mídia. O requerimento foi protocolado com mais de 300 assinaturas de deputados e mais de 60 senadores. O número mínimo exigido de assinaturas é de 27 senadores e 171 deputados.

De acordo com o líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), mais de 90% dos deputados da bancada assinaram o requerimento de apoio à CPMI. “Na bancada do PT foi um processo bastante simples para o recolhimento das assinaturas”, disse. Setenta e oito deputados do PT assinaram o documento.
Dois parlamentares da bancada não assinaram em função dos cargos que ocupam , deputado Marco Maia (PT-RS), pela sua condição de presidente da Casa e Arlindo Chinaglia (PT-SP), pela sua condição de líder do Governo.

A expectativa agora,  acrescentou o líder petista, é a de que a CPMI seja instalada nos próximos dias. “Agora teremos os trâmites regimentais para a conferência das assinaturas e depois a CPI Mista será instalada. A partir daí, haverá a indicação dos membros pelos partidos e deverá ser montado um plano de trabalho para as investigações, que vão aprofundar o que já foi apurado pelas operações Vegas e Monte Carlo, da Polícia Federal e que envolvem o nome de Carlinhos Cachoeira”, disse Jilmar Tatto.

Sobre a indicação para a relatoria da CPMI, o líder petista reiterou que os 86 deputados da bancada do PT na Câmara “estão todos prontos para trabalhar e colocar a limpo essa grande maracutaia que teve como centro Carlinhos Cachoeira, como apurou a Polícia Federal”.

Regras

Com o requerimento protocolado será feita a conferência das assinaturas. Depois disso, uma sessão do Congresso é convocada para a leitura do documento. A partir daí, os líderes partidários terão prazo de 48 horas para indicar os integrantes e, só assim, a CPMI poderá ser instalada e iniciar os trabalhos.

Site Liderança do PT/Câmara

Teoria & Debate: Edição de abril já está disponível na internet

Artur Henrique, presidente da CUT, é destaque da T&D de abril (Foto: Roberto Parizotti/CUT)

Nova edição on line da revista tem como destaque uma entrevista com Artur Henrique, presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT)


Na entrevista, Artur Henrique prioriza na relação com o governo Dilma o debate sobre a política macroeconômica, como queda de juros, intervenção no câmbio, reforma tributária, e vê como necessária a criação de um espaço de negociação mais permanente do ponto de vista estratégico com os trabalhadores.
A edição número 99 de T&D traz ainda temas importantes como a questão das “Juventudes” e o drama vivido pela Grécia em decorrência da crise financeira que vem transformando o “berço da civilização em laboratório ultraneoliberal”, entre outros assuntos de grande relevância para o debate político, cultural e social do Brasil.

(Com informações do site da T&D)

terça-feira, 17 de abril de 2012

Desenvolvimento com justiça social é a marca do Brasil, afirma Paulo Ferreira

Deputado Paulo Ferreira (PT-RS) - Foto: Liderança do PT na Câmara

Parlamentar do PT-RS avalia a importância dos programas sociais do governo como elemento de transformação do País.


O deputado Paulo Ferreira (PT-RS) reforçou, durante entrevista à Rádio PT, a importância da ampliação do programa Minha Casa Minha Vida, que começa a atender a população de municípios com menos de 50 mil habitantes.

Ferreira vinculou mais essa importante ação do governo federal ao projeto nacional que vem sendo implementado nos últimos nove anos no Brasil.

“A presidenta Dilma, quando lança o programa Minha Casa Minha Vida para as cidades com menos de 50 mil habitantes, ela está dando um conteúdo e repercutindo positivamente o projeto de crescer e de distribuir. Um país não se realiza unicamente com uma economia forte. O Brasil é o único país que na última década combinou crescimento com diminuição de desigualdades e este programa lançado pela presidenta Dilma agora vem de fato ao encontro desta dimensão social do desenvolvimento. Crescer a economia, mas criar condições de oportunidade para que as pessoas possam ter trabalho, para que as pessoas possam ter acesso ao serviço públicos de educação, saúde, enfim, para que nosso país consiga adquirir os índices de desenvolvimento humano, comparável aos países que já historicamente alcançaram esta patamar”, enfatiza.

O parlamentar petista enfatizou o modelo de desenvolvimento com justiça social colocado em prática pelo governo Lula, a partir de 2003 e que o governo da presidenta Dilma dá continuidade.

“Tem um dado importante na teoria do desenvolvimento que, felizmente, para orgulho nosso, podemos apresentar como resultado: O Brasil rompeu com a tradição histórica do país crescer e não dividir, do país crescer e não distribuir, para orgulho nosso, desde 2003, o Brasil conseguiu atualizar e conseguiu fazer com que o projeto nacional combinasse estes dois elementos muito difíceis: crescer economicamente, tornar a econômica brasileira e hoje nós já somos a 6ª economia mundial, robusta, potente, uma economia que cria oportunidades e, ao mesmo tempo, as políticas do estado vem diminuindo gradativamente os desníveis sociais que nós, historicamente, acumulamos”

( Ana Claudia Feltrim, Rádio PT – Adriano Lozado, Portal do PT)