BLOG PROGRESSISTA - NOTICIAS PREFERENCIAIS DO PT

RESPONSÁVEL MARIO ALVIM DRT/MT-1162

domingo, 13 de junho de 2010

PT oficializa candidatura de Dilma em megafesta direcionada às mulheres; acompanhe


Para lançar a primeira mulher do partido candidata a presidente da República, o palco da Convenção Nacional do PT neste domingo, 13, em Brasília (DF), será estrategicamente ocupado por mulheres. O PT espera cerca de 1,5 mil militantes no encontro na megafesta de lançamento do nome de Dilma Rousseff na corrida pela sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva, organizada pelo marqueteiro João Santana, foi mantida em sigilo para a imprensa.
Apesar da presença de Lula, Dilma será a grande estrela da tarde. E o próprio presidente dirá isso em discurso, exaltando os feitos e qualidades da escolhida. A ex-ministra será a última oradora e encerrará o encontro.

A Convenção Nacional do PT fecha uma agenda de encontros partidários neste fim de semana, que começou com a festa de lançamento, em Salvador, de José Serra a presidente da República pelo PSDB, passando pela formalização do apoio do PDT à campanha petista, em São Paulo, e a confirmação de Michel Temer como candidato à vice na chapa de Dilma na convenção deste domingo, em Brasília.

11h52 - O presidente do PMDB, Michel Temer, é chamado para discursar e recebe aplausos efusivos da plateia. “Quero saudar a todos na figura das trabalhadoras, da dona Marisa e da próxima presidente do País, Dilma Rousseff”.

11h49 - Dutra anuncia Dilma como a primeira mulher presidente do Brasil. E cita Pablo Neruda para homenagear as mulheres. “Elas sorriem quando querem gritar. Elas cantam quando querem chorar. Elas choram quando estão felizes. E riem quando estão nervosas…”.

11h48 - Dutra mostre os dotes vocais e canta: “Eita que eles estão aperreados, é 13, é 13, é 13, é Dilma para todo lado”. O jingle era usado na campanha de Marcelo Déda na campanha vitoriosa pelo governo de Sergipe em 2006. ”Nós vamos eleger a primeira mulher presidenta da República deste País”, brada o petista.

11h46 - O tucano disse, ontem, que, com ele na presidência, “o povo brasileiro não teria surpresas”. Dutra: “Realmente o povo brasileiro não teria surpresas porque já conhece o fracasso do governo que ele participou”.

11h44 - “Nós sabemos que esta não será uma eleição justa”. Dutra aproveita para alfinetar o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra: “O governo que ele participou provocou um apagão de 11 meses no Brasil”.

11h38 - O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, é convidado a discursar. “Minhas companheiras e meus companheiros, nós não estaríamos aqui oficializando a candidatura de Dilma Rousseff sem a grande aliança que formamos”, afirma.

11h36 - O Hino Nacional foi cantado pelo grupo Samba de Rainha e a cantora Virgínia Rodrigues. Ao final da apresentação, Virgínia fez uma narração de um vídeo que mostrava o nome de mulheres idolatradas no Brasil, como Anita Garibaldi, Princesa Isabel , Chiquinha Gonzaga, Pagu e Clarisse Lispector. Maria da Penha é uma das mulheres que acompanham Dilma Rousseff no palco.

11h32 - O público grita “senta, senta, senta”. Quem não tem cadeira, está de pé, impedindo os que estão no fundo de ver o palco. No palco, Lula rouba a cena. O presidente não para sentado, levanta para cumprimentar os militantes da platéia.

11h19 - A família da candidata petista não compareceu ao evento. Sua filha, Paula Rousseff, está grávida de seis meses e ficou em Porto Alegre (RS). A mãe e uma tia vieram a Brasília, mas ficaram na casa alugada no Lago Sul.

11h15 - Dilma Rousseff sobe ao palco ao som de gritos e buzinadas dos militantes para ser anunciada como “a próxima presidente do Brasil”. Depois de mais um jingle, chegou a hora de ouvir o Hino Nacional. Dilma, dona Marisa e Lula estão vestidos de vermelho.

11h13 - “Vamos começar o nosso evento. Um ato histórico que irá lançar a primeira mulher presidente do País”, diz a animadora. Segundo assessores, Dilma já está no palco. Michel Temer é anunciado como “próximo vice-presidente do Brasil” e não foi vaiado, como temiam alguns dirigentes petistas. Lula acaba de subir ao palco, para euforia da platéia.

11h01 - Um aliado revela qual será o mote do discurso que Dilma Rousseff fará logo mais: “Lula mudou o Brasil e o Brasil quer seguir mudando”. Para seguir mudando, Dilma falará que o Brasil precisa investir mais em Educação, Saúde, inclusão digital. Para concluir e levantar o público- formado majoritariamente por mulheres – deve dizer que chegou a hora de uma mulher comandar o País. “Porque as mulheres do Brasil merecem Dilma”, afirma.

10h57 - “Essa luta é nossa? É das mulheres?”, pergunta a animadora da platéia.

10h55 - Paulo Bernardo pergunta: “E o Serra, já achou um vice?”. O ministro mesmo responde: “Deveria ser o Fernando Henrique Cardoso. Ele é o único tucano que de verdade defende as bandeiras do partido”.

10h52 - O ministro do Planejamento Paulo Bernardo não revela qual será o mote do discurso de Dilma Rousseff hoje. “Pode ser ‘Sustenta o Fogo que a Vitória é Nossa”, ele sugere em tom de brincadeira, mas depois emendar: “Mas este não pode porque já tem dono, foi a ordem de comando da Batalha de Riachuelo. Fonte: Estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário